Pular para o conteúdo

participantes da 9a edição do zz

janeiro 11, 2011

 

AGUS COMAS é estilista da marca IN.USE, junto com Ana Piriz. Trabalham remixando estoques que se geram em cada temporada nas marcas de moda com as peças que não chegam a ser vendidas. Fazendo novas combinações a partir destas peças novas-velhas. Velhas porque são de temporadas passadas, novas porque nunca foram usadas. Trabalham a deconstrução e reconstrução transformando a morfologia original das peças. As duas estilistas se formaram no curso de Design Industrial habilitação Têxtil e Moda pelo “Centro de Diseño Industrial” de Montevideo. Residentes em Montevideo e São Paulo respectivamente, trabalham a distância usando diferentes ferramentas da internet. Agus mora em São Paulo desde 2004. Desde 2008 é estilista da marca Daslu Homem. Trabalhou com Jum Nakao em diversos projetos, o desfile “ A Costura do Invisível” foi seu estágio. É criadora e colaboradora do coletivo BlogCouture (http://agusco.org). Ana mora em Montevidéu. É pós-graduada na Uned em Madrid, com estágio em Jesús del Pozo. É estilista da marca de jeans Premium dos Estados Unidos e professora de Design de Moda na faculdade ORT. Em 2004 ganhou o primeiro prêmio no concurso internacional de moda Mittelmoda (Italia).

 

 

CRISTIANE MESQUITA é professora e pesquisadora do Mestrado em Design da Universidade Anhembi Morumbi. É doutora em Psicologia pelo Núcleo de Estudos da Subjetividade – PUC-SP, com a tese “Políticas do vestir: recortes em viés” (dez/2008). Seus principais temas de pesquisa  incluem interações entre design de moda, corpo, subjetividade, processos de criação e arte contemporânea. Criou e coordena o evento “ziguezague: desfiles incríveis, oficinas transitivas, conversas transversais” que ocorre no Museu de Arte Moderna de São Paulo (https://ziguezagueblog.wordpress.com – 9ª edição, Jan/2011). Atua como pesquisadora e consultora de projetos criativos e acadêmicos. É autora do livro Moda contemporânea: quatro ou cinco conexões possíveis (Editora Anhembi Morumbi, SP, 2004) e de outros artigos em publicações nacionais e internacionais. É membro do Conselho Científico do Colóquio de Moda, evento no qual coordena o GT “Moda e territórios de existência: processos de criação e subjetivação”. É delegada suplente do setor de Moda, junto ao Ministério da Cultura/2010/2011. Integra o Conselho Editorial da Editora Estação das Letras/SP. Assina a coluna “ziguezague” na revista dObra[s] e a criação da linha de produtos I L H A (http://ilhailha.wordpress.com).

 

 

 

DADO AMARAL, poeta carioca, trabalha com cinema, teatro e educação. Escreveu e dirigiu nove curtas-metragens, entre eles Gentileza (1994) e Porr Gentileza (2002). Um dos criadores do Boato, coletivo de poetas e banda que atuou por 10 anos no Rio, lançando o CD Abracadabra pela WEA em 98. Olho nu, seu primeiro livro, foi publicado pela ed. Mundo das Ideias em 2008.

 

 

 

DAINA LEYTON é coordenadora do Setor de Acessibilidade do MAM-SP que cuida que o museu seja um espaço sem barreiras, sejam elas físicas, sensoriais ou intelectuais. Com um amplo trabalho que conecta diferentes linguagens artísticas, realiza programas para o público diverso que trabalham as diferenças como potencialidades. Idealizou e coordenou programas como o “Projeto Irradiando”, “Projeto Divercidade” “Semana Cultural Sinais na Arte” e co-idealizadora e realizadora dos eventos “I Encontro de Acessibilidade em Museus”   “Copa da Inclusão” e “Movimento Luzcidade”. É DJ Residente da Balada Vibração.

 

 

DANTE MARCELLO GALLIAN é historiador e Doutor em História Social pela FFLCH-USP, com pós doutoramento pela École des Hautes Études en Sciences Sociales de Paris, França, onde também foi Professor Visitante. Atualmente é Docente e Diretor do Centro de História e Filosofia das Ciências da Saúde (CeHFi) da Escola Paulista de Medicina (EPM) da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP).

 

 

 

 

DÉBORAH DE PAULA SOUZA é psicanalista e jornalista. Especializada em mídia feminina, foi editora de moda e comportamento da revista Marie Claire, hoje atua como editora sênior da revista Claudia e mantém o blog “Agora é que são elas” no site de Claudia. (http://claudia.abril.com.br/blogs/agora-e-que-sao-elas/)

 

 

 

 

 

EDUARDO MOTTA é editor e consultor de moda. Estudou na Escola de Belas Artes da Universidade Federal de Minas Gerais. É designer, palestrante, pesquisador, especializado em edição de moda e tendências futuras. Autor do livro O Calçado e a Moda no Brasil e de textos sobre moda e cultura. Foi professor de Planejamento de Coleções do CIMO, BH,MG. É consultor para edição de moda do Sistema Usefashion de Informações, RS, e editor do blog www.radarconsultoria.com

 

 

 

 

 

 

ELKE MARAVILHA é atriz, intérprete musical, apresentadora, modelo. Precursora de um estilo inovador, ousado e único, vem abrindo as possibilidades de caminho estético e comportamental por onde passa e aparece. Elke é uma personalidade artística cujo carisma provoca forte impacto popular, tanto na imagem como na mensagem de alegria, inteligência e irreverência. Já na década de 60 despontou como símbolo de transgressão e liberação. Visionária como só os que assumem seu delírio, intuiu o movimento holístico e vem exercendo-o tanto em suas relações pessoais como em sua comunicação com o mundo.

 

 

 

 

FANNY FEIGENSON GRINFELD é graduada em Comunicação e Artes pela Universidade Presbiteriana Mackenzie (1974), mestrado em Comunicação e Artes pela Universidade Presbiteriana Mackenzie (1996) sob orientação de Teixeira Coelho e doutorado em Poéticas Visuais pela Universidade de São Paulo (2003), sob orientação de Carlos Fajardo. Atualmente é professora e pesquisadora, no curso de Design da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Presbiteriana Mackenzie. Desenvolve trabalhos de Arte nas áreas Moda, Design, Instalações e Intervenções Públicas.

 

 

 

GERALDO LIMA é designer e pesquisador. Graduado em Desenho Industrial pela UEMG – Universidade do Estado de Minas Gerais.  Designer de moda e figurino, com especialização em Moda, Arte e Cultura e Mestre em Design, com a pesquisa das relações entre os deficientes visuais e a moda, pela Universidade Anhembi Morumbi, onde também é professor do curso de Design de Moda. Proprietário da CASA3 – Espaço de Ideias e da marca URANIO.

 

 

 

 

HUGO DENIZART é psicanalista, fotógrafo e escritor. Exposições de fotografia: Interior do Brasil, Cidade de Deus, Colônia Juliano Moreira,  Centro da Cidade do Rio de Janeiro,Prostitutas da Vila Mimosa.Livros publicados: Inventando Corpos, Como Eles Dizem, Droga de Amor, números, I, II e III, Região dos Desejos, Engenharia Erótica. Conto do Vigário. Direção de Filmes:  Prisioneiro da Passagem, Região dos Desejos e Engenharia Erótica. Designer: criação de iluminarias expostas na Feira anual de Milão.

 

 

 

 

JULIA VALLE é comunicadora visual formada pela UFMG e Estilista pela Designskolen Kolding (Dinamarca), Julia Valle atua em diversas áreas das artes aplicadas. Trabalhou ao lado de grandes nomes da moda nacional e internacional, como Alphorria, Printing, Faven, Henrik Vibskov (DK), Redley e Maja Mehle (Eslovênia) e teve coleções expostas em galerias dos Estados Unidos, Brasil e Eslovênia. Agora,entre o Rio de Janeiro e Belo Horizonte, desenvolve trabalhos autorais e comerciais no atelier Casa Ramalhete. Seu principal foco em estilo recai sobre a pesquisa e investigação de novos processos na criação e produção de indumentária, tendo desenvolvido novas técnicas como a modelagem-livre e como suporte técnico, o software Generator.

 

 

 

JULIANA BERTOLINI é designer, artista e professora. Seu trabalho se encontra entre o design, a arte e a moda, inspirado pela natureza, pelo sensorial e por releitura de técnicas artesanais. É docente do curso de Desenho Industrial da Universidade Mackenzie em São Paulo e da Pós-Graduação em Gestão do Design na Indústria da Moda no SENAI SP, além de ministrar cursos e oficinas livres. Participou de diversas exposições no Brasil e Europa com coleções de moda, instalações e acessórios.

 

 

 

LEONARDO CASTILHO é educador do Museu de Arte Moderna de São Paulo, modelo e performer. É idealizador da “Balada Vibração” :festas anuais que reúnem em torno de 1000 pessoas surdas de todo o Brasil. Participou da realização da I Semana Cultural Sinais na Arte, evento que envolveu todos os museus que têm acessibilidade ao público surdo, por meio de atividades de diversas linguagens artísticas.

 

 

 

 

LUCIANO BEDIN DA COSTA é professor de psicologia e Doutor em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS.  Organizou, em co-autoria, o livro Vidas do Fora: habitantes do silêncio (Editora da UFRGS, 2010). É coordenador da Coleção Nota Azul, voltada à publicação de autores e textos menores.  É responsável pelo projeto “Cartografias Infantis: a cidade pela criança / a fotografia pela infância”, financiado pela Fundação Nacional de Artes – FUNARTE. Ávido leitor de Nietzsche, apaixonado por Roland Barthes e fiel discípulo de todo pensamento violentado pela vida e criação.

 

 

 

 

MARION VELASCO é artista multidisciplinar. Investiga as inter-relações entre corpo, vestimenta e espaço, atuando nas áreas: artes visuais (performance, fotografia, collage), música e moda. Vive em ziguezague por São Paulo e Porto Alegre. É mestre em Design, especialista em Jornalismo de Moda e Estilo de Vida pela UAM/SP e bacharel em Artes Plásticas pela UFRGS. É professora colaboradora do SENAC-Moda/SP, parecerista convidada do Senac-Educação/RS, ministra cursos, oficinas e palestras, edita o blog empilhamento.blogspot.com e tem profiles no youtube, flickr, myspace e facebook.

 

 

 

 

MAURÍCIO IANÊS é formado em Artes Plásticas pela Fundação Armando Álvares Penteado. Trabalha como artista plástico, consultor criativo e stylist. Desde 1994 dá consultoria criativa para o estilista Alexandre Herchcovitch, cuidando também da concepção e do styling dos seus desfiles. Já trabalhou desta forma também com as marcas Ellus, Cori, Walter Rodrigues, entre outras. Expôs seus trabalhos de arte em diversas instituições nacionais e internacionais, tendo participado da 28a. e da 29a. Bienal de São Paulo (2008 e 2010).

 

 

 

 

 

PATRICIA SANT’ANNA é Dra em História da Arte, Ms em Antropologia Social. É pesquisadora-fundadora do Grupo de Estudos em Arte, Design e Moda (Unicamp) e estuda as relações entre as áreas de História da Arte, Design e Moda, Museologia (Textêis e Vestuário). Profissionalmente atua com Pesquisa de Tendências Criativas para Design de Moda, Design, Beleza, Jóias e Bijuterias. Atualmente é docente nos cursos de pós-graduação e graduação da Universidade Anhembi Morumbi e ESAMC (Campinas).

 

 

 

 

SUZANA AVELLAR é formada em desenho de moda pela Faculdade Santa Marcelina, mestrado e doutorado pela Comunicação e Semiótica da PUC-SP. Foi curadora do projeto “A mão na moda” do Museu A CASA no ano de 2001. É autora do livro “Moda, globalização e novas tecnologias”, da Estação das Letras e Cores. Atualmente é professora no curso Têxtil e Moda e vice-coordenadora do mestrado Têxtil e Moda da USP-Leste.

 

 

 

 

 

ROSANE PRECIOSA é Doutora em Psicologia Clínica (PUC-SP) com pesquisa ligada à Moda, processos de criação e modos de subjetivação. É professora do Instituto de Artes e Design da UFJF. Autora do livro Produção Estética: notas sobre roupas, sujeitos e modos de vida, pela Anhembi Morumbi, em 2005, e Rumores Discretos da Subjetividade, pela Sulina/UFRGS, em 2010.

 

 

 

 

THAIS GRACIOTTI é artista plástica, stylist e pesquisadora das relações entre arte e moda nas paisagens contemporâneas. Mestre em Psicologia no Núcleo de Estudos da Subjetividade Contemporânea [PUC-SP] epós-graduada em Criação de Imagem e Styling de Moda [SENAC Moda-SP. Docente na graduação de Design de Moda do Centro Universitário Belas Artes, e na pós-graduação em Criação de Imagem e Styling de Moda no Senac Moda-SP; atualmente ministra o curso online de Produção de moda no IBModa. Atua em projetos diversos, como  a criação da linha de produtos I L H A [http://www.ilhailha.wordpress.com], e colabora com a curadoria, e na elaboração da comunicação visual e inserções na mídia social do evento Ziguezague.

 

 

 

VERONICA STIGGER é escritora, professora e crítica de arte. Doutorou-se pela ECA USP, com tese sobre a relação entre arte, mito e rito na modernidade. Em seus pós-doutorados junto à Università degli Studi di Roma “La Sapienza” e ao MAC USP, estudou as experiências de Flávio de Carvalho e a série Amazonia de Maria Martins. É professora junto à Pós-Graduação em História da Arte da FAAP e colunista do programa Entrelinhas da TV Cultura. Como escritora, possui quatro livros publicados: O trágico e outras comédias (Coimbra: Angelus Novus, 2003; Rio de Janeiro: 7Letras, 2004), Gran Cabaret Demenzial (São Paulo: Cosac Naify, 2007), Os anões (São Paulo: Cosac Naify, 2010) e o infantil Dora e o sol (São Paulo: 34, 2010).

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: